domingo, 1 de fevereiro de 2009

"carta para gioconda"

Recebi sua mensagem, e só aí me dei conta que não sou mais.
Não sou mais aborrecida pelos teus atos, nem pela tua falta.
Você não esteve só naquele dia.
Eu estive só uns dias.
Você não esteve enquanto eu chorei a toa.
Enquanto eu provei cachaça da boa.
Você não esteve quando eu descobri que nossos sonhos eram furadas.
Nem quando eu me apaixonei pelo cara errado.
Você não está aqui quando eu vejo o teatro da morte na platéia.
Nem está aqui quando neva, nem quando eu saio pra pescar.
Mas, espera!
Não volte!
Não tem pelo que lamentar!
Nada é o mesmo, não há de lutar para ficar igual!
As nossas fotos de adolescência ainda guardam a beleza daquilo tudo.
Mas, não me peça para ser a mesma.
Não fui.
Não dá.
Tudo não muda.Mas nada que a gente fale vai melhorar.
No próximo natal talvez eu te ligue, ou compre um presente.
Fala para seus primos que voltou a passar aquela série que eles gostavam.
E, outro dia eu ri das nossas brigas e da certeza de que tudo é eterno.
Não fica triste com nada disso que eu escrevi, é tudo bobagem dessa cabeça.
Você não me conhece mais, mas ainda sabe.
Quando eu começar a conhecer te chamo pra contar...
Se a gente ainda quiser saber.
Saudade.

5 comentários:

Roberta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberta disse...

É difícil crescer e ver que muita gente não acompanhou esse crescimento....não quer dizer também que não tenham crescido, mas cresceu pra um lado oposto do nosso.
E o pior é q era gente que a gente sempre achou que ia crescer junto.
Andei pensando nisso esses dias, no "friends 4ever" das agendas da Chomp...me pergunto pra onde eles foram.
Acho que ficaram alí...imortalizados entre adesivos e desenhos, nas fotos sorridentes dos aniversários com os cabelos rebeldes...
Imortalizados e esquecidos a maior parte do resto das nossas vidas.

Flávia Guilherme disse...

Eu já tive ilusões sobre permanentes encontros e presenças...
e me decepcionei.
Mas não fico triste. É assim mesmo.

Maviane Motta disse...

...é isso aí! Com o tempo descobrimos quem realmente somos e quem são aqueles que "amamos" ou acreditamos amar... O tempo nos mostra tudo, desnuda a nossa alma, revela segredos, rompe barreiras, revela emoções... nos traz a sabedoria ou não...Crescemos, decrescemos. tudo depende do quanto nos deixamos aprender...

. A garota do cabelo vermelho . disse...

Suponho sobre quem seja...

Naquela época a gente achava que nossos amigos seriam pra sempre, que nada e nunca iríamos nos separar, que as noites em claro, que as farras de brigadeiro iriam se repetir com nossos filhos criados como irmãos. E um dia acaba, ou em briga ou pela distância e outras pessoas apareçam , e a gente a essa hora já sabe que nada é pra sempre mas , não custa nada, esperar que dessa vez os melhores fiquem.

Ficarão? Não sabemos, mas independente da resposta, esses ou aqueles estarão sempre guardados dentro da memória, do peito e sorriremos sempre ao lembrarmos dos momentos que passamos juntos com eles.

Quanto a você, senhorita, espero que você fique aqui pra sempre agora que entrou no meu coração, não fuja. :D

Beijos