segunda-feira, 8 de junho de 2009

Trabalho... concluo o curso!

Tem horas que só a cama da minha mãe me traz paz...
O mundo tá desabando aqui dentro.
Lá fora me parece lindo.
Ainda faltam páginas a serem escritas.
Fiz muito, falta muito.
Falta tão pouco!
O estômago está se comendo.
Tem um javali rugindo, ronrando, coachando,
Em algum lugar entre meu diafragma e o meu dedão do pé.
Vai acabar.Hei de rir das normas.
Malditas regras que arrumam as palavras de um sonho.
Acho que não vou conseguir...no mesmo instante que percebo que já fiz.
Tem que juntar tudo numa coisa só.
Ligar pra estamparia, correr com as cores, as formas, intermédios e intempérios.
A policromia dessa confusão me deixam tonta.
Me deixa viva.
Quase morro...se meu coração não estivesse disparado.

6 comentários:

Flávia Guilherme disse...

Vai dar tempo...e vai ficar lindo. E eu quero ver o projeto final.
beijos, meu bem.

Karol Gonçalves disse...

Acho tão chique gastrite nervosa!

Karol Gonçalves disse...

"Malditas regras que arrumam as palavras de um sonho."

E burocracia vira poesia!

Karol Gonçalves disse...

"Quase morro...se meu coração não estivesse disparado."

Perfeita!vou anotar no moleskine!História da minha vida!

Karla Natal disse...

"Tem horas que só a cama da minha mãe me traz paz..."

"Acho que não vou conseguir...no mesmo instante que percebo que já fiz."

"Quase morro...se meu coração não estivesse disparado."

Eu não tenho um Moleskine (rs), mas vai tudo pro meu caderninho. Tudo muito perfeito!
mtos bjos e saudades

Monique disse...

E ainda tem tempo pra escrever coisas lindas! Saudade!